Iniciou sua formação na fotografia em meados da década de 1990, sempre com o desejo de criar sua própria narrativa e desenvolver a linguagem fotográfica. Trabalhou em alguns segmentos dentro da fotografia até se encontrar em um caminho mais autoral ao iniciar seus estudos em pintura em 2001 e posteriormente frequentando cursos na Escola de Artes Visuais do Parque Lage.

 Realiza um projeto de residência artística no Instituto Municipal Nise da Silveira, instituição psiquiátrica localizada no bairro do Engenho de Dentro, subúrbio carioca. No local propõe o exercício da linguagem visual utilizando a pintura e a fotografia como ferramentas sensitivas de desenvolvimento pessoal com usuários dos serviços institucionais e pessoas da comunidade do entorno. Promove oficinas criativas e coordena projetos coletivos.