Artes PlásticasDestaques

Diga não a proibição

Salve pessoa!
   Um dos maiores bens de um povo reside em sua bagagem cultural, a somatória de diálogos pertinentes a existência humana traduzem a sua riqueza, e principalmente quando são divergentes! É essa multiplicidade de olhares e fazeres que leva um indivíduo a um estado evolutivo pessoal. Negar tais saberes é negar o direito de evoluir de alguém, caso você não saiba, é necessário que se possa conhecer opiniões diversas e assim, construir a sua.
   Para compreendermos melhor o contexto, falo da exposição Queermuseu – Cartografias da Diferença na Arte Brasileira, que em setembro de 2017 estava em cartaz no Santander Cultural, em Porto Alegre e foi cancelada  em virtude de protestos nas redes sociais. O mimimi era de que algumas das obras promoviam blasfêmia contra símbolos religiosos e também apologia à zoofilia e pedofilia. Pois bem, alguns defensores da “moral e dos bons costumes” decidiram que era um absurdo expor as pessoas puritanas desse país chamado Brasil a tal atentado e violência ao pudor. Uma dessas pessoas foi o nosso aclamado prefeito/pastor (sic) que vetou  a exposição no Museu de Arte do Rio de Janeiro –  administrado pela prefeitura. Sei que muitas pessoas concordam com ele pois acham tudo uma imoralidade e ignoram o acesso ao conhecimento ou qualquer forma de aprendizado, afinal dá uma preguiiiça estudar.
   E viva o Carnaval! Mas penso que se esse prefeito, bispo, sei lá o que…discorda de determinada questão, é bom concordarmos com ela, porque ele está mais interessado em outras coisas, e também não é com o Carnaval e sim “cuidar das pessoas”, sei…
   Enfim, a Escola de Artes Visuais do Parque Lage lançou uma campanha de financiamento coletivo para trazer a mostra para o Rio. É necessário arrecadar R$ 690 mil até a meia-noite do dia 29 de março. Esse valor foi orçado para o translado das obras e realização de debates e eventos, além da montagem e adaptação das cavalariças que receberão os trabalhos.
   Abaixo você assiste ao vídeo produzido para tentar conseguir o valor necessário e a consequente realização do evento. Assista e entenda os danos que essa censura nos causa, é muito simples de colaborar e com um mínimo de 20 reais você ajuda a tornar possível o acesso a arte e a cultura, direito que também estão querendo nos tomar. Para colaborar é só ir na página da Benfeitoria clicando aqui.
   Assista ao vídeo e enjoy! 

 

[vimeo url=”https://vimeo.com/253503021″ width=”560″ height=”315″]

Comment here